TV CONSUMIDOR TVU ONLINE FEDC - RS NOTÍCIAS RECOMENDAMOS QUEM SOMOS CONTATO  
Sartori afirma na CIC que RS está preparado para ingressar num novo ciclo de desenvolvimento
   
     
 


13/03/2018

Sartori afirma na CIC que RS está preparado para ingressar num novo ciclo de desenvolvimento
Governador gaúcho palestrou na entidade nesta segunda-feira (12)

Mais de 350 pessoas lotaram o restaurante da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) para a reunião-almoço com o governador José Ivo Sartori, nesta segunda-feira (12). Depois de exibir um vídeo sobre as ações sociais do governo, Sartori ressaltou que em 40 anos de vida pública nunca tinha presenciado um cenário tão severo de dificuldade financeira, desemprego, descrença e desesperança. “E o passo mais difícil para vencer essa desesperança é o primeiro. Nós ultrapassamos isso”, afirmou, referindo-se as primeiras medidas de recuperação financeira do estado. Agora, segundo ele, o estado está preparado para ingressar num novo ciclo de desenvolvimento econômico e social.

O governador lembrou que no início de seu governo o Rio Grande do Sul não podia financiar nem um real sequer. “Bem na minha vez o déficit projetado para o final de 2018 seria de R$ 25 bilhões”, assinalou. Revelou também que esse déficit foi diminuído para R$ 8 bilhões, graças a medidas como o contingenciamento de despesas, redução de CC’s e do número de secretarias e modernização do estado. “O barulho foi grande, mas o resultado está aí: resolvemos dois terços do problema”, disse.

José Ivo Sartori também falou da renegociação da dívida com a União e consequente redução dos juros de 6% para 4%. Com isso, o Rio Grande do Sul pagará R$ 22 milhões a menos do estoque da dívida. “Isso é olhar para o futuro. Foi um compromisso assumido ainda na nossa campanha”, reiterou. O governador ainda citou outras realizações de seu governo, especialmente nas áreas da segurança pública, infraestrutura e social.

Em relação a Caxias do Sul, José Ivo Sartori afirmou conhecer as demandas do município e da Região e disse que os pleitos locais são legítimos. Segundo ele, o esforço em “arrumar a casa” é para retomar a capacidade de fazer obras em estradas, investir em saúde, educação e segurança. Para o governador, 2018 não é um ano morto, mas sim de continuar trabalhando. “Não contem comigo para demagogias de ano de eleição. Nunca me movi por isso. Contem comigo, isso, sim, para continuar construindo o futuro do Rio Grande do Sul com responsabilidade, diálogo, pés no chão e falando a verdade”, sustentou.

Em seu pronunciamento, o presidente da CIC, Ivanir Gasparin, falou dos principais pleitos da classe empresarial, com ênfase aos projetos de infraestrutura, muitos já de longa data. Gasparin lembrou de demandas como a duplicação entre Farroupilha e São Vendelino, o viaduto em Farroupilha na saída para Porto Alegre, melhorias no Aeroporto Regional Hugo Canterggiani, construção do aeroporto de Vila Oliva e a retomada do trem regional. “Acreditamos que o momento é de retomada destes projetos. É urgente repensar e modernizar a infraestrutura desta Região que, para continuar produzindo e gerando riquezas e impostos aos cofres públicos, precisa se deslocar aos seus mercados com muito mais facilidade e segurança”, ressaltou o presidente da CIC.

Além disso, Ivanir Gasparin afirmou que as gestões públicas precisam pensar mais nas demandas da iniciativa privada, se aproximar das empresas, das entidades empresariais e entender melhor quais os gargalos que impedem um desenvolvimento mais consistente e acelerado.

DUPLICAÇÃO DA BR-116 – Durante a reunião-almoço, o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Valter Casimiro Silveira, autorizou a empresa LCM Construção e Comércio S.A a iniciar os serviços referentes às obras da primeira etapa de duplicação da BR-116/RS, entre os quilômetros 151 e 152. A assinatura da Ordem de Início dos Serviços também contou com a participação do governador José Ivo Sartori, prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra, superintendente regional do DNIT no RS, Hiratan Pinheiro da Silva, e do deputado federal Mauro Pereira, além de outras autoridades. Casimiro declarou que hoje era um dia de comemorar e de cobrar, pois uma demanda de mais de 30 anos estava sendo atendida. “É uma obra que elimina um gargalo e que é crucial para o desenvolvimento da cidade, é o pagamento de uma dívida do governo federal para com Caxias do Sul”, acentuou o diretor-geral do DNIT.

Antes da reunião-almoço, os representantes do órgão se reuniram com a presidência, Diretoria de Política Urbana e Infraestrutura da CIC e empresários do setor de transportes, que pediram adequações na BR-116 para melhorar o escoamento da produção, especialmente os veículos de grande porte produzidos pelas indústrias locais. Casimiro e Hiratan Pinheiro Silva acenaram com a possibilidade de atacar emergencialmente os pontos mais críticos, usando para isso recursos previstos para manutenção, e encaminhar estudos e previsão no orçamento de 2019 para as obras com necessidade de maior intervenção. 

Fonte: Assessoria de Imprensa
Autor: Imprensa CIC - Marta Sfreddo
Revisão e edição: de responsabilidade da fonte
Autor da foto: Julio Soares/Objetiva


Imprimir Enviar link

   
     
 
Comentários
 0 comentários


   
       
     



     
   
     
   
     
 










































 
     
   
     
 
 
 
     
 
 
     
     
 
 
       
Rua Dr. Flores n. 263, conjunto 1101
CEP: 90020-122 - Porto Alegre/RS
+55 (51) 3321.3535 / 9997.3535
appel@consumidorrs.com.br