TV CONSUMIDOR Bah! TV ONLINE TOP Consumidor NOTÍCIAS RECOMENDAMOS QUEM SOMOS CONTATO  
Desenvolver ou não desenvolver aplicativo para o seu negócio: eis a questão
   
     
 


10/09/2019

Desenvolver ou não desenvolver aplicativo para o seu negócio: eis a questão
Nem sempre criar um app para sua empresa pode agregar nos resultados

Aplicativo para pedir comida, transporte,  emagrecer, fazer exercícios físicos e até mesmo para lembrar de beber água. Após o surgimento dos smartphones, os conhecidos apps se tornaram verdadeiros fenômenos e várias empresas nasceram e cresceram rapidamente devido à popularização deles. Mas será que criar um app para seu negócio ajuda a ter mais resultados? A professora dos cursos de Tecnologia da Faculdade Senac Porto Alegre, Aline de Campos, afirma que existem aplicativos para produtividade, utilitários, e aqueles que oferecem serviços, entre outros. “Alguns negócios nascem com um aplicativo que é imprescindível para sua existência enquanto empresa. Organizações famosas não existem sem eles. Em contrapartida existe o cenário que podem vir a agregar aos serviços já existentes, tornando-se algo relacionado a facilidade, comodidade e segurança”. 

É necessário mesmo ter um aplicativo para cada negócio? 

A especialista conta que muitas vezes falta uma verificação anterior do problema que se pretende minimizar ou resolver. “É importante fazer uma análise de potenciais concorrentes, não só de aplicativos, mas formas já existentes de resolver o problema, bem como qual o valor agregado do uso de um app. Desenvolver um aplicativo apenas replicando um processo já existente ou ainda sem entender claramente que tipo de benefícios pode trazer, pode resultar na baixa adesão. Por exemplo, muitos restaurantes que tinham seu próprio aplicativo de pedidos online, aderiram aos já conhecidos e deixaram o seu de lado. Isso possivelmente ocorre por não haver um valor agregado ao app próprio que sobreponha a facilidade e comodidade do uso do marketplace”, explica.

Como dicas para empreendedores de qualquer nicho que pensam em investir no desenvolvimento de aplicativos, a professora sugere a verificação de três questões para melhor assertividade na tomada de decisão. 

Veja:

- Primeiro, o público alvo. Quem é seu público? Eles costumam usar aplicativos? De forma eles fazem uso? Os funcionários da sua empresa também podem ser considerados público alvo quando se trata de um aplicativo para alguma situação interna, vale pensar sobre isso! 

- Segundo, o processo. De que forma vai auxiliar positivamente nos processos da sua empresa? Existem vantagens claras na construção de um aplicativo? Já existem soluções semelhantes que você poderia adotar?  

- E por fim, o valor agregado. O quanto de valor em termos de visibilidade, segurança, acessibilidade e/ou finanças o aplicativo pode proporcionar para o seu negócio?

Além disso, é importante eleger atributos que possam ser diferenciais concretos do seu aplicativo perante outros do mesmo segmento. Uma vez verificados esses aspectos, Aline indica que é importante também saber decidir a respeito do tipo de app. “Pode-se optar pelo desenvolvimento de um aplicativo nativo, ou seja, aquele desenvolvido especificamente para uma plataforma (como Android ou Apple, por exemplo), um híbrido ou ainda um web app. Essa escolha se torna bastante importante no que diz respeito à manutenção e expansão de funcionalidades e deve ser realizada com análise de profissionais qualificados”, finaliza.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Autor: Uffizi - Maria Fernanda
Revisão e edição: de responsabilidade da fonte

Imprimir Enviar link

   
     
 
Comentários
 0 comentários


   
       
     



     
   
     
   
     
 








































 
     
   
     
 
 
 
     
 
 
     
     
 
 
       
Rua Dr. Flores n. 263, conjunto 1101
CEP: 90020-122 - Porto Alegre/RS
+55 (51) 3321.3535 / 9997.3535
appel@consumidorrs.com.br